Publicidade
Saiba mais

Microsoft admite que o Xbox Game Pass afeta negativamente as vendas de jogos

Em documentos sobre a aquisição pendente da Activision Blizzard, é revelado que a Microsoft concorda que o Xbox Game Pass afeta negativamente as vendas de jogos.
Gostou? Compartilhe!
Xbox Game Pass
(Imagem: Xbox Game Pass)
Publicidade

A Microsoft afirmou que está ciente de que o serviço de assinatura do Xbox Game Pass potencialmente “canibaliza” as vendas regulares de jogos. Embora o Xbox Game Pass tenha perdido sua meta de assinantes por dois anos consecutivos, o serviço ainda provou ser incrivelmente popular e bem-sucedido entre os fãs de hardware da Microsoft.

Ele permite que os jogadores joguem no console, PC ou celular à vontade, com o progresso salvo no Xbox Cloud e geralmente acessível em qualquer plataforma. Em janeiro de 2022, a Microsoft anunciou sua aquisição planejada da Activision Blizzard por $ 68 bilhões. Isso inevitavelmente gerou polêmica, não apenas entre os jogadores preocupados com a disponibilidade futura de suas franquias favoritas, mas também entre os órgãos governamentais que regulam o comportamento anticompetitivo.

Uma dessas agências reguladoras é a Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) do Reino Unido, que até agora não parece fortemente inclinada a permitir que o acordo com a Activision Blizzard seja concluído. Em resposta, a Microsoft forneceu documentação para defender seu direito de adquirir a Activision Blizzard, e a CMA divulgou atualizações ocasionais sobre sua investigação em andamento.

Continua depois da Publicidade

Em um dos últimos relatórios da Autoridade de Concorrência e Mercados, disponibilizado em 8 de fevereiro, foi revelado que os próprios documentos internos da Microsoft admitem que o Xbox Game Pass “levaria à canibalização das vendas B2P”, B2P significando Buy-to-Play ou jogos comprados da maneira tradicional.

O significado desta declaração, de acordo com o relatório da CMA, é que os serviços baseados em assinatura da Microsoft, como Xbox Game Pass e Xbox Live Gold, podem levar a uma diminuição nas vendas regulares de jogos da Activision, que atualmente são uma importante fonte de receita para a gigante editorial.

A Activision ocasionalmente considerou disponibilizar seus jogos em um serviço como o Game Pass, mas até agora decidiu que isso “canibalizaria severamente as vendas B2P”. No entanto, o documento da CMA continua afirmando que os serviços de assinatura de vários jogos (MGS), como o Xbox Game Pass, provavelmente continuarão sendo uma parte menor das ofertas de jogos de console quando comparados aos jogos B2P, pelo menos no futuro previsível.

Ecoando esse sentimento, o CEO da Take-Two, Strauss Zelnick, disse que os serviços de assinatura não têm um impacto significativo e não canibalizam o negócio principal da empresa. As declarações do CMA foram feitas particularmente em referência à Activision potencialmente adicionando Call of Duty e outros títulos ao Xbox Game Pass.

Via: Game Rant/Competition & Markets Authority

CONTEÚDO RELACIONADO