Xbox logo
Imagem: Divulgação.

Quando Sony e Microsoft confirmaram que lançariam duas versões de consoles, uma com mídia física e outra digital, muitos gamers acharam precipitado, já que a mídia física ainda é algo muito popular no mercado. Phil Spencer, chefe da Divisão Xbox, também acha, mas crê que isso se inverta ainda nesta geração.

De acordo com uma entrevista feita à Kotaku, Spencer disse que acha que no decorrer da geração, a tendência é que o preço acabe influenciando nessa decisão, fazendo com que o Xbox Series S tenha mais saída que o Xbox Series X.

Quando o assunto é vender já levando em consideração PS e Xbox , Phil Spencer escapa pela tangente. “Acho que venderemos todas as unidades de ambos que pudermos entregar.” diz “Acho que a demanda vai superar a oferta de encomendas. Para nós e para o PlayStation , acho que a cadeia de suprimentos de fabricação vai ditar a participação [de mercado] mais do que qualquer outra coisa.” completa o executivo.

Contudo, conforme enfatizado, ainda é cedo para que os jogadores se sintam muito mais atraídos pelo modelo exclusivamente digital, e os motivos são muitos. As mídias físicas adquiridas que ficariam sem ter como rodar, a internet de velocidade sofrível em muitos lugares pelo mundo e as questões culturais em torno do hábito de comprar algo físico são apenas alguns dos fatores que imporão ainda um certo tempo de vida para que o Xbox Series X não se sinta ‘deslocado’.

Para validar um pouco mais essa teoria, vale lembrar que quando a Microsoft lançou as pré-encomendas do Xbox Series X/S em 22 de setembro, faltou X e sobrou S.
Xbox Series X e Xbox Series X chegam ao mercado mundialmente no dia 9 de novembro, 10 dias antes dos consoles do concorrente, e com uma versão MAIS BARATA que a da Sony.